Fotografia: Avelino Lima

Escola de Medicina da UMinho apostada em expandir em diálogo com a comunidade

A Escola de Medicina da Universidade do Minho celebrou 22 anos.

Carla Esteves
11 Out 2022

A Escola de Medicina da Universidade do Minho (EMUM) celebrou, ontem, 22 anos, tendo como grande objetivo continuar a expandir o seu papel na formação e diferenciação pré-clínica e clínica. No decorrer da sua intervenção, o presidente da EMUM, Jorge Correia Pinto, afirmou que a expansão deverá ocorrer através de cursos e pós- -graduações dos quais a comunidade científica e biomédica sinta necessidade, resultando, assim esta expansão, «idealmente do diálogo com hospitais, unidades de saúde, associações profissionais e até empresas biomédicas nacionais e internacionais». Perante uma auditório cheio, Jorge Correia Pinto dirigiu-se diretamente ao reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro, para pedir «instrumentos para continuar a missão», vincando que a EMUM «aceitou o desafio recentemente proposto pela reitoria de trabalhar o exercício do orçamento de 2023 com mais autonomia e envolvimento da escola enquanto unidade orgânica, considerando que este pode ser um momento de evolução relevante para o desenvolvimento da escola e da universidade, mas há algo que «preocupa» a Escola.
[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up