Fotografia: DR

Papa Francisco reforça alertas contra guerra nuclear

Sumo pontífice convida responsáveis internacionais a «aprender com a história».

Redação/Ecclesia
10 Out 2022

O Papa reforçou ontem os seus alertas contra uma eventual guerra nuclear, convidando os responsáveis internacionais a “aprender com a história”.

«A propósito do início do Concílio, há 60 anos, não podemos esquecer o perigo de guerra nuclear que então ameaçava o mundo naquele momento. Por que não aprender com a história?», questionou, no final da Missa a que presidiu na Praça de São Pedro, Vaticano. A intervenção evocou a crise dos mísseis em Cuba, envolvendo os Estados Unidos da América e a União Soviética, quando São João XXIII dava início ao Concílio Vaticano II (1962-1965). «Também naquela época havia conflitos e grandes tensões, mas foi escolhido o caminho pacífico», indicou Francisco.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up