Fotografia: DM

Acesso à educação é «tarefa difícil» que não dispensa parcerias

Secretário de Estado esteve em Braga, onde defendeu a importância de uma educação para todos.

Rita Cunha
9 Out 2022

O secretário de Estado da Educação esteve ontem em Braga, por ocasião da Reunião Geral de Professores de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) da Arquidiocese de Braga, que marcou o arranque do ano letivo 2022/2023, para dar nota do seu empenho relativamente ao acesso escolar por parte de todas as crianças, adolescentes e jovens.

Lembrando que o acesso à educação é uma «tarefa difícil» que «não admite hesitações nem dispensa parcerias», António Leite destacou a importância da mesma, considerando-a um «instrumento poderoso» ao serviço da «melhoria» de homens e mulheres «que nasceram com iguais direitos e deveres e crescem com iguais oportunidades na sua vida».

Segundo o responsável, urge «unir esforços para alcançarmos a unidade educacional ampla para formar pessoas maduras, capazes de reconstruir o tecido relacional e criar uma humanidade mais fraterna». Aqui, enalteceu em concreto o trabalho dos professores de EMRC que, «não só com o seu trabalho contribuem para que o nosso compromisso em favor da escola se garanta na educação para todos e todas e para cada ume uma» porque «a escola que queremos construir tem as portas abertas a todos», uma escola «que se organiza para garantir o sucesso a todos e a cada um». «Muitas vezes, ao garantirmos que todos têm acesso à educação esquecemos que há um ou outro que fica de fora e isso significa que estamos a falhar enquanto sociedade e educadores», alertou, perante a presença de muitos professores a assistir no Colégio D. Diogo de Sousa.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up