Fotografia: DR

Polo do IPCA na área digital leva o ensino superior a Vila Verde

Presidente do IPCA e da Câmara mostraram-se felizes com esta conquista.

6 Out 2022

A abertura do polo do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) em Vila Verde marcou o início oficial do ano letivo com 125 alunos. «Um dia histórico» que assinala a entrada em funcionamento dos primeiros cursos de ensino superior no concelho.

A presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Júlia Rodrigues Fernandes, e a presidente do IPCA, Maria José Fernandes, participaram na receção dos jovens, vincando a importância da qualificação e enriquecimento de competências, no contexto do mundo global cada vez mais competitivo. «Estamos a fazer história e, sobretudo, a assegurar condições para que os nossos jovens possam melhorar as suas qualificações e competências para vencer os desafios e concretizar os seus projetos de vida profissional», declarou Júlia Rodrigues Fernandes, agradecendo ao IPCA «a confiança e a aposta em Vila Verde».

A autarca congratulou-se pela opção em cursos ligados à área digital e tecnológica, que vão funcionar nas instalações da antiga incubadora de empresas do IEMinho, em Soutelo. «É uma feliz coincidência que a história deste edifício possa prosseguir, com áreas de conhecimento que são estratégicas para o desenvolvimento do setor económico e do território», assumiu.

A presidente do IPCA salientou as prioridades e a capacidade da instituição em corresponder às necessidades e anseios dos agentes económicos, numa interação permanente com o tecido empresarial e a estratégia de desenvolvimento do território. Por isso, Maria José Fernandes destacou «a felicidade» do novo polo «conciliar a estratégia de expansão do IPCA na região e o sonho da Câmara Municipal na instalação do ensino superior no concelho». Enalteceu ainda as «excelentes instalações» do edifício disponibilizado pelo município, que dá «as melhores condições para a qualidade da formação, como imagem de marca do IPCA».





Notícias relacionadas


Scroll Up