Fotografia: DM

Oposição questionou executivo sobre qualidade das refeições nas escolas

Ricardo Rio garantiu não ter recebido até agora qualquer queixa.

José Carlos Ferreira
27 Set 2022

A oposição na vereação da Câmara de Braga aproveitou a reunião de ontem para questionar a qualidade das refeições escolares que estão a ser servidas e apontar as dificuldades que foram sentidas nestes primeiros dias de escola. Na resposta, a vereadora da Educação, Carla Sepúlveda, admitiu algumas dificuldades de logistica por causa da implementação do novo Cartão Escolar, mas garantiu que nenhum aluno ficou sem almoçar no concelho de Braga. No final da reunião, em declarações aos jornalistas, a vereadora do PS disse que ela e os seus colegas foram contactados dando conta que os valores que estavam a ser comparticipados e transferidos para o pagamento das refeições escolares poderiam não ser suficiente para assegurar o seu fornecimento. «Atendendo ao aumento dos preços de tudo, ou os fornecedores estavam a fazer lucros excessivos enquanto estavam a fornecer refeições até agora, que não me parece que seja o caso, ou não vai haver resposta, ou vai haver resposta de menor qualidade», disse Sílvia Sousa.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]
 





Notícias relacionadas


Scroll Up