Fotografia: DM

Cávado usa artes e tradições para incluir pessoas com deficiência

Projeto mostra exposição e vídeo no Fórum Braga.

Rui de Lemos
23 Set 2022

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Cávado apresentou, ontem, no Altice Fórum Braga, a exposição “INPulsar no Cávado: Retratos de uma Viagem Videográfica”. Trata-se do resultado de um projeto que, ao longo de ano e meio, trabalhou com cerca de 130 pessoas com deficiência dos Centros de Atividades e Capacitação para a Inclusão da região um conjunto de tradições e práticas artísticas. Um vasto grupo de jovens e adultos com deficiência são os rostos e «os heróis» da exposição da autoria do fotógrafo Manuel Correia e que está patente no Altice Fórum Braga até ao 28 de setembro. no âmbito do projeto INPulsar, que trabalhou, através de várias práticas artísticas, as tradições dos concelhos de Amares, Barcelos, Braga, Esposende e Terras de Bouro. «Fizemos um trabalho de recolha de tradições para criar uma narrativa que unisse os seis municípios da região do Cávado. Através da dança, fizemos com que os utentes vivenciassem a experiência das tradições locais e usamos o simbólico das águas do rio para construir a expressão artística», que inclui trabalhos de dança, música e a fotografia, resumiu Ana Caridade, diretora artística e gestora do projeto, conjuntamente com Rui Dória.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up