Fotografia: Avelino Lima

D. José Cordeiro pede responsabilidade na administração dos bens materiais

Arcebispo de Braga alerta para o poder do dinheiro na peregrinação ao santuário do Alívio, em Vila Verde

Jorge Oliveira
19 Set 2022

D. José Cordeiro incentivou ontem os cristãos a olharem para os outros e a fazer uma melhor administração dos bens, não caindo na tentação de se deixarem dominar pelo dinheiro.

O Arcebispo de Braga deixou esta ideia na Eucaristia da Peregrinação arciprestal de Vila Verde ao santuário de Nossa Senhora do Alívio, em Soutelo, que voltou ao formato antes da pandemia e contou com uma verdadeira multidão de devotos.

O prelado apelou particularmente aos pastores da igreja, a quem tem responsabilidade económicas, políticas e sociais no arciprestado de Vila Verde e na Arquidiocese de Braga que sejam «mais e melhor administradores» em prol do bem-comum.

«Que o uso do sbens e a administração que a maior parte de nós tem seja para o melhor bem-comum, seja para a solidariedade, para a fraternidade, para a justiça e para a paz», pediu.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up