Fotografia: Universidade do Minho

UMinho juntou 900 antigos alunos em encontro

A Universidade do Minho tem neste momento mais de 20.000 alunos e 3000 professores, investigadores e técnicos.

Redação
18 Set 2022

Cerca de 900 antigos estudantes da Universidade do Minho (UM) juntaram-se na noite de sábado, dia 17 de setembro, para o Encontro Caixa Alumni, no campus de Gualtar, em Braga.

O encontro teve o tema “ReencontrUM” que, para o reitor Rui Vieira de Castro, evocou o desejo de convívio e partilha, após dois anos de pandemia.

Vítor Dias foi dos primeiros a chegar ao evento. Tinha já sido dos primeiros alunos da UMinho, com o cartão nº 69, ao cursar Engenharia Metalomecânica em 1975 no edifício da Reitoria, tendo os professores Maia, Correia e Romero, entre outros, disse. Nascido em Vieira do Minho há 67 anos, trabalhou na agricultura, joalharia e hotelaria, correu mundo como comissário de bordo nos aviões da Braniff e Varig e viveu 30 anos no Rio de Janeiro e 16 em Paris, contou. “Sinto-me como Fernão de Magalhães… aposentei-me agora e estar aqui é voltar às origens”, sorriu do varandim da tenda improvisada sob o jardim do campus.

A sétima edição da iniciativa teve, de acordo com a UMinho, uma afluência recorde e incluiu a atuação do artista e imitador Fernando Pereira, bem como do cantor folk Pedro Melo e do DJ Moura. Houve ainda cocktail, sete ilhas de degustação de ex-alunos, área de selfies, jantar volante e projeções multimédia.

Fernando Pereira tem 40 anos de carreira e é um imitador nato. “Faço as vozes do passado, as de hoje e farei, em cadeira de rodas, as famosas do futuro”, brincou. No pavilhão desportivo do campus, interpretou nas duas horas de concerto 50 temas de várias épocas e estilos, por vezes em medley. Aos dez minutos, o clássico “Perfume Patchouly” arrancou com coros do público, mãos e luzes de telemóvel no ar, o videoclipe a passar ao fundo, a bailarina Tiffany com trompete a fingir e o artista ao centro a transpirar trejeitos e emoções. O reportório foi cruzando desde Pavarotti, Variações, Madonna, Lady Gaga, Prince, Tina Turner e tantos outros, além dos recentes Imagine Dragons ou Ed Sheeran. O artista trouxe ainda os seus originais “Ao domingo os namorados” e “Mais oui c’est ça”, fechando a heterofonia com “The final countdown” (e o público a saltar), “We are the world” e “Con te partirò”.

A Universidade do Minho tem neste momento mais de 20.000 alunos e 3000 professores, investigadores e técnicos nos polos de Braga, Guimarães e Famalicão. Está ainda prevista a expansão para Esposende e Arcos de Valdevez, “respondendo ao desenvolvimento social e económico da sociedade”, diz Rui Vieira de Castro.

“A UMinho faz 50 anos em 2024 e está nas 500 melhores universidades do mundo, o que espelha o que foi e é capaz de fazer como construção coletiva, desde as pessoas que a constituem às múltiplas entidades que servem de base ao seu sucesso no país e no mundo”, acrescentou.





Notícias relacionadas


Scroll Up