Fotografia: DR

Sabariz serve 1.500 litros de caldos em ambiente de festa popular

Festa do Caldo no Pote, em Sabariz, serviu cerca de 1.500 litros de diferentes caldos.

Jorge Oliveira
18 Set 2022

Confecionadas em potes de ferro sobre fogueiras a lenha, as sopas foram servidas num espaço ao ar livre acompanhadas das tradicionais pataniscas de bacalhau e num ambiente de festa popular bastante animado.

«Serviram-se cerca de 1.500 litros de diferentes caldos e perto 250 quilos de broas. O maior dos potes levava 100 litros», disse a organização, acrescentando que os legumes e as carnes foram os principais ingredientes utilizados nas sopas.

Na fila de fogueiras estavam potes de vários tamanhos, com capacidade precisamente para 80, 60, 50, 40, 25, 20 e 16 litros.

Mediante o pagamento de cinco euros, os comensais puderam saborear, numa malga e com uma colher oferecidas, todos os caldos disponíveis acompanhados de broa, também oferecida.

No recinto da sede da Junta de Freguesia estavam apreciadores de caldo do norte a sul do país. E muitos deles decidiram pernoitar em Sabariz. Um total de 35 autocaravanas estacionaram num campo disponibilizado pela organização.

«Estão aqui autocavaranistas de Santarém, Pombal, Leiria, do Porto, de Famalicão», indicou a mesma fonte.

Caldo verde, caldo da pedra, de repolho com nispo de vitela, de couve galega com tora, à camponesa, de ossobuco com feijão moleiro, de feijão verde, de farinha, de feijão meirinho com castanhas, de nabos, de bacalhau, de javali, de rabo de boi, da aldeia, à lavrador, de tomate, de penca com tora, de repolho com carne de vaca, de repolho com carne de porco, de enchido suíço e também caldo de galinha ou canja foram as variedades preparadas por mulheres vestidas de lavradeiras e homens aparentados de camponeses, num cenário tipicamente rural. 

Dois emigrantes que tinham confirmado presença para a confeção de sopas acabaram por não vir, por causa da greve do espaço aéreo em França. Contudo, a organização assegurou a confeção dos dois caldos (de enchido suiço e da aldeia).  A Festa do Caldo no Pote, que no dia 20 de novembro será replicada em Dusseldorf, Alemanha, numa organização de um emigrante, insere-se na programação municipal “Na Rota das Colheitas” que este fim de semana promove ainda o festival de cerveja artesanal Harvest Fest.

Organizada conjuntamente pela Junta de Freguesia de Sabariz e a Associação Popular de Sabariz, o evento conta com o apoio do Município de Vila Verde e da Associação de Freguesias do Vale do Homem.

O festival Harvest Fest apresenta mais de 150 variedades de cerveja artesanal, num espaço em que se junta música, animação, food-trucks, showcookimg e diversas atividades ligadas à colheita de lúpulo e à produção de cerveja.

A presidente da Câmara de Vila Verde, Júlia Fernandes, e a vereadora Michele Alves assinalaram, na tarde de sexta-feira, a abertura deste festival que irá terminar hoje, numa organização da Cervejaria Letra, com o apoio do Município.





Notícias relacionadas


Scroll Up