Fotografia:

Grupo de empresários de Braga oferece bens às crianças do Centro Social Padre David

BNI Best doou bens para suprir carências efetivas que apresentadas pela instituição.

Carla Esteves
17 Set 2022

O BNI Best, grupo de empresários de Braga que se reúne semanalmente para troca de oportunidades de negócios e com o objetivo de desenvolver o tecido empresarial bracarense, ofereceu, ontem, um autêntico carregamento de bens às crianças do Centro Social Padre David de Oliveira Martins, em Ruílhe. Os bens entregues foram ao encontro das necessidades expressas da instituição, numa altura em que arranca o novo ano letivo.

Ricardo Santos, vice-presidente do BNI Best, avançou que «este grupo de empresários trabalha em networking com uma filosofia de dar para receber, pois se hoje ajudarmos amanhã poderemos ser ajudados».

«O crescimento de qualquer economia e de qualquer sociedade restá entregue às gerações futuras. Estas crianças não tiveram uma primeira oportunidade como deveria ser. 

No âmbito do cariz social todos os anos realizamos campanhas de apoio e achámos que faria todo o sentido transmitirmos a mensagem a  estas crianças de que existem adultos  que as querem integrar e se interessam por elas», afirmou o responsável.

Lembrando que «os recursos humanos são a força de qualquer empresa  no futuro, Ricardo Santos afirmou que «as crianças são o nosso futuro».

A escolha pelo Centro Social Padre David para esta campanha resultou das necessidades efetuadas num evento que o BNI Best organiza de meio em meio ano. O grupo visitou várias instituições acabou por se decidir pelo Centro Social Padre David, que apresentava, neste momento, mais necessidades.

Os empresários do BNI adiantaram que as dádivas procuraram ir ao encontro das carências efetivas que lhes foram apresentadas pela instituição, não se tratando de dádivas aleatórias.

«Os colchões para as camas foram dos principais pedidos porque os atuais já se encontram muito usados. Trouxemos também produtos de higiene, material escolar, brinquedos, roupas, calçado e guarda-chuvas, tudo fruto de uma recolha não só no grupo, mas também junto de familiares e amigos dos colaboradores das várias empresas», explicou Ricardo Santos.

O adjunto do presidente da Câmara Municipal de Braga, António Barroso, louvou o gesto do BNI, e realçou o contributo solidário destes empresários e a sua responsabilidade social, apontando-os como exemplo, e defendendo que «o BNI tem na sua génese a “partilha”, a partilha de conhecimentos, de negócios e de contactos, e portanto esta partilha de bens é muito importante para esta atividade que trabalha com crianças e com jovens.

António Barroso sustenta que o município tem apoiado estas iniciativas, ajudando a adequar os donativos às necessidades das instituições, e por outro lado, ao identificar as necessidades ajuda a encontrar quem as possa ajudar a suprir.





Notícias relacionadas


Scroll Up