Fotografia: DR

Líderes religiosos do mundo pedem fim de retóricas que alimentam conflitos

No Congresso Inter-religioso no Cazaquistão.

Redação/Lusa
16 Set 2022

Os líderes religiosos reunidos no Congresso Inter-religioso em Nursultan aprovaram um documento final declarando que as religiões devem rejeitar vigorosamente as guerras e instando os decisores mundiais a «parar com retóricas agressivas que alimentam conflitos».

«Estamos convencidos que o desencadeamento de qualquer conflito armado, criando focos de tensão e confronto, provoca reações em cadeia que deterioram as relações internacionais», afirmam os participantes do VII Congresso de líderes espirituais do mundo e das religiões tradicionais, entre os quais se inclui o Papa Francisco, na sua declaração final, lida pelo reverendo Bailey Wells, bispo de Dorking e representante especial da Igreja da Inglaterra.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up