Fotografia: Moreirense FC

Moreirense tem o melhor ataque e a defesa menos batida

Equipa de Paulo Alves tem o melhor ataque da II Liga (17 remates certeiros) e também a defesa menos batida (quatro golos).

Pedro Vieira da Silva
13 Set 2022

O Moreirense somou, na Trofa, o sexto triunfo consecutivo na II Liga, tornando-se, assim, a primeira equipa na história da competição a vencer os seis primeiros jogos da temporada. A pergunta que se imõe é: quem consegue travar a equipa de Paulo Alves?

Com os golos de Kodisang, aos nove minutos, Hugo Gomes, de grande penalidade, aos 82, e Madson Monteiro, aos 90+3, a equipa meteu a “sexta” e, com este resultado, reforçou a sua liderança no campeonato, agora com 18 pontos, mais três que o UD Vilafranquense.

No ataque dos minhotos têm-se destacado André Luís e Kodisang, com três golos cada, que permitem ao Moreirense ter, nesta altura, o melhor ataque da II Liga, com 17 remates certeiros.
Aliás, nos dois campeonatos profissionais, o conjunto de Paulo Alves apenas é superado pelo SC Braga, que soma 21 em igual número de partidas disputadas (seis).

Defesa… de betão

A maioria dos treinadores defende que os campeões começam a ser “fabricados” na defesa e, até agora, o Moreirense tem levado à risca esta “máxima”: apenas quatro golos sofridos, que permitem ter a defesa menos batida da prova.

O brasileiro Kewin Oliveira Silva é titular indiscutível na baliza, tendo relegado para o banco o experiente Mateus Pasinato (quarta época em Moreira de Cónegos) e Sérgio Dutra (chegou do Vitória de Guimarães já com o campeonato em andamento).
Na próxima ronda do campeonato, o Moreirense joga no reduto do FC Penafiel (sábado, dia 17, a partir das 14h00), em partida relativa à 7.ªjornada da II Liga.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up