Fotografia: DR

Papa reafirma que é preciso combater abusos dentro da Igreja

Francisco define abusos a crianças como «monstruosidade» e «ato diabólico».

Redação/Lusa/Ecclesia
6 Set 2022

O Papa Francisco considerou «uma monstruosidade» e um ato «diabólico» os abusos sexuais de crianças, sustentando que é preciso combatê-los dentro da Igreja Católica.

«Um sacerdote não pode continuar a ser sacerdote se é abusador. Não pode. Porque é doente ou um criminoso, não sei. O sacerdote existe para encaminhar os homens para Deus e não para destruir os homens, em nome de Deus. Tolerância zero. E não se pode parar, nisso», disse o Papa, em entrevista à TVI/CNN Portugal, divulgada domingo.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up