Espaço do Diário do Minho

Até Sempre Prof. Doutor EDWARD J. LATESSA

26 Ago 2022
Gonçalo S. de Mello Bandeira

Foi com tristeza que soube que partiu em 11/1 o Amigo e Colega Prof. Edward Jay Latessa, Norte-Americano, Investigador também no Ensino Superior, Ohio, EUA e mundo há mais de 40 anos (13/7/54-11/1/22). Na hora da sua morte estava rodeado da sua esposa, 4 filhos e irmã. Tinha orgulho na sua família. Ed Latessa era um eminente Académico nas corrections, “correccionalismo”. Trata-se de corrigir os condenados a penas criminais como a pena de prisão. I.e., o estudo do Sistema Penitenciário, EUA. Com relevo, no caso do Prof. Latessa, para os jovens delinquentes. Importa ter em consideração, como no Código Penal Português, art. 40º, a readaptação à sociedade do criminoso depois de cumprir a pena. A Prevenção Geral Positiva. Os EUA são um dos países com mais presos no mundo, 1,5 milhões. Ed Latessa obteve o seu Doutoramento, Mestrado e Licenciatura na Universidade do Ohio, tendo se tornado Director da Escola de Justiça Criminal da Universidade de Cincinnati. Publicou mais de 170 trabalhos sobretudo no correccionalismo e justiça juvenil. Além do mais foi coautor de mais de 8 livros, alguns dos principais nos EUA. Latessa dirigiu cerca de 200 trabalhos de pesquisa com financiamento extraordinário. Entre estes, estão os programas de justiça juvenil, o uso e venda de drogas e sua relação com os Tribunais, os programas prisionais e de supervisão intensiva, casas e centros de informação e recuperação, etc.. Latessa e suas equipas de investigação avaliaram mais de 1000 programas correccionais um pouco por todos os EUA. Em 1989/90, Latessa foi o Presidente da Academia das Ciências de Justiça Criminal. Foram-lhe também atribuídos dezenas de prémios, entre os mais prestigiados da sua área nos EUA. Em 2013, Latessa foi identificado formalmente como sendo uma das pessoas mais inovadoras na Justiça Criminal por um inquérito formal do Center for Court Innovation em parceria com o Bureau of Justice Assistance e o Departamento de Justiça dos EUA, num país “” com mais de 331 milhões de habitantes (fora “ilegais”). Já perto da sua morte foi inclusive criado um prémio em sua homenagem: Latessa Award da Ohio Chief Probation Officers Association. Este prémio honra uma individualidade ou equipa que tenha realizado um impacto significativo no correccionalismo comunitário ou de provação através de esforços diligentes para desenvolver e proporcionar educação (ressocialização) ao nível local, regional, estadual e nacional, EUA. Em 2019 fui convidado pelo Prof. Ed Latessa para leccionar e investigar nos EUA. E assim fui com muita honra. Não tenho palavras que descrevam o quanto fui bem recebido por este Mestre mundial da Criminologia e da Justiça Criminal. Desde logo o almoço que me ofereceu ao lado doutros Colegas que, um-a-um, não esquecerei. Oxalá todos os colegas tivessem a categoria humana destes. Ed, de traços originais italianos, não era homem de meias palavras. Tinha o que tinha dizer, com óptimo sentido de humor. E estava sempre preocupado com os outros. Depois de o conhecermos era ali “o nosso melhor amigo”. Como era habitual, trocávamos diversa correspondência e falámos do Covid19. Era crente em Deus e sempre me dizia para não perder a Fé. Em 27/12/20, depois de lhe ter enviado uma mensagem de Boas Festas, agradeceu-me ter-me lembrado de si, deu-me os parabéns pela família e informou-me, com a mesma simplicidade de sempre, que o cancro do pâncreas, depois de 12 anos adormecido, tinha infelizmente voltado. Mas “sentia-se bem”. Pediu-me para continuar o bom trabalho. Respondi com ânimo, uma Oração e disse para vir a Nª Srª de Lourdes, Fátima e Norte quando pudesse. Mais do que um colega sério e honesto, perdi um dos meus melhores amigos que tenho a sensação de conhecer desde sempre. Paz à Sua Alma. Condolências a Cincinnati, Ohio, EUA, Mundo dos presos que que merecem a ressocialização. Latessa fazia uma ligação indispensável entre oportunidades de trabalho, aquisição de novas competências e a ressocialização dos presos, contra a reincidência. Era um Anjo das Ciências Criminais.



Mais de Gonçalo S. de Mello Bandeira

Gonçalo S. de Mello Bandeira - 30 Set 2022

Fernando Santos fez um excelente trabalho na Selecção Nacional Portuguesa de Futebol de 11. Portugal agradece-lhe, mas está na hora de ter a humildade de deixar o lugar. A derrota na Pedreira contra a Espanha na passada 3ª Feira – Martes -, 27/7, foi demasiado humilhante e ultrapassou os mínimos da capacidade de gerir resultados […]

Gonçalo S. de Mello Bandeira - 23 Set 2022

Condolências a Todos os Povos do Reino Unido e da Commonwealth pela “partida da Rainha Isabel II“. Recordando o Tratado de Windsor – e seguindo também Pedro Oliveira Pinto, Antena 2-RTP, 2017 -, a mais antiga aliança diplomática do mundo: a 9/5/1386, os representantes do rei de Portugal, D. João I, e do rei de […]

Gonçalo S. de Mello Bandeira - 16 Set 2022

200 anos desde a Independência do Brasil. D. Pedro (12/10/98-24/9/1834) tinha-se dirigido a São Paulo de modo a concretizar a sua lealdade para com os revoltosos pela independência. Dª Leopoldina, sua mulher, assume então a regência. O poder de Lisboa exige o retorno imediato dos Príncipes. Dª Leopoldina convoca o Conselho de Estado em 2/9/1822 […]


Scroll Up