Fotografia: DR

Bloqueio coletivo deitou tudo a perder

Três golos sofridos nos últimos 10 minutos fizeram praticamente esfumar o sonho do Gil Vicente.

Luís Filipe Vieira
19 Ago 2022

O Gil Vicente pagou ontem muito caro a reta final desastrada no jogo de Alkmaar. Sofrer três golos nos últimos 10 minutos e sair dos Países Baixos vergado a uma goleada torna o sonho do acesso à fase de grupos praticamente impossível de alcançar. E foi pena. Porque com exceção desse período muito negativo, o Gil Vicente mostrou argumentos para poder ter conseguido sair vivo do jogo de Alkmaar. É certo que sofreu um golo aos 24 minutos de jogo, mas depois conseguiu equilibrar o jogo e enervar os jogadores e adeptos do AZ Alkmaar. O objetivo era sair vivo para a segunda mão e tudo parecia bem encaminhado. Só que o segundo golo, sofrido aos 78 minutos, provocou como que um bloqueio coletivo nos barcelenses que consentiram mais dois golos fruto de erros e desconcentrações que fizeram com que do sonho se passasse ao pesadelo.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]
 





Notícias relacionadas


Scroll Up