Fotografia: DR

Barcelos quer elevar Arte de Bordar o Crivo a património cultural imaterial

O objetivo é promover, salvaguardar, registar e dar a conhecer aquela arte têxtil.

Redação/Lusa
17 Ago 2022

O Município de Barcelos já submeteu formalmente a candidatura da “Arte de Bordar o Crivo em São Miguel da Carreira” ao Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial.

Em comunicado, o município refere que o objetivo é promover, salvaguardar, registar e dar a conhecer aquela arte têxtil “tão emblemática” do concelho de Barcelos e o seu vínculo ao território que lhe empresta o nome – São Miguel da Carreira.

“A par do processo de certificação já em curso, esta candidatura pretende dar mais um passo no delinear do percurso futuro desta arte tradicional, contribuindo para a sua consolidação e desenvolvimento e para a promoção e reconhecimento das suas artesãs e bordadeiras”, sublinha.

O município diz que a candidatura se insere numa estratégia de valorização das artes e ofícios tradicionais e na sua preservação, “enquanto argumentos de diferenciação do território como espaço criativo, com notoriedade em termos da Rede Mundial das Cidades Criativas da Unesco”.

Acrescenta que esta candidatura inicia um ciclo de valorização do património imaterial concelhio que o município quer ver inscrito no inventário nacional, apontando as produções do figurado e da olaria e as manifestações de culto, nomeadamente a Festa das Cruzes.

Depois da olaria e do figurado, o Bordado de Crivo de São Miguel é a mais recente produção certificada no concelho de Barcelos.





Notícias relacionadas


Scroll Up