Espaço do Diário do Minho

Maria Elisa Cerqueira Ferreira Sopas, Fundadora das Candeias

13 Ago 2022
Gonçalo S. de Mello Bandeira

Partiu para o Pai a nossa muito querida, também do Povo, Tia e m/Madrinha “Freira Laica” MARIA ELISA CERQUEIRA FERREIRA SOPAS (16/7/34-11/7/22). Última das 3 Fundadoras da IPSS Obra de Nª Srª das Candeias (Porto, 1958-) e sua Directora durante anos. Fui o último familiar de sangue a visitá-la no Domingo, 10/7. Como sempre rezei um Pai Nosso e uma Avé Maria também por todos os que têm bom coração, os que sofrem para que deixem de sofrer, os que odeiam para que deixem de odiar e abram o seu coração ao amor. Dormia o sono dos justos. Estava há quase 9 anos tetraplégica e muda. Ajudou milhares de crianças e jovens em risco, meninas e meninos, e idosos. Em 13/7/22, foi celebrada a Missa fúnebre especial em sua exclusiva homenagem pelas 10.00Hrs, Igreja de Nª Srª da Lapa, Porto (Missa de 7º Dia, 19/8, 19.15Hrs). Mas foi sepultada, por sua vontade, no Cemitério Privado da Irmandade do Santíssimo Sacramento da Nª Srª do Bonfim e da Boa Hora, Igreja do Senhor do Bonfim, junto da Srª Sua Mãe – n/Avó Maria Aurora Cerqueira Ferreira (Botelho) – com origens também em Ponte de Lima. E que fica ao lado do Jazigo das Responsáveis das Candeias. Quem acredita que existem Santas e Santos com vida eterna, será sempre bem-vindo. E os outros também, pois sempre recebeu todos por igual. A Igreja Católica demonstrou de novo que a nossa verdadeira família, sem prejuízo da natural, é a Humanidade, aqueles a quem fazer o bem. A n/Tia e Madrinha Elisa que tudo deu aos outros, era a filha mais velha do Sr. Elísio Ferreira Sopas, proprietário e próspero comerciante de linhos da Rua Passos Manuel, Porto, entre os anos 30 e 80 do Séc. XX, Sócio nº 369 do Ateneu Comercial, natural do Paião, Figueira da Foz, Coimbra. Que, por sua vez, era o 7º filho e mais novo do Sr. José Ferreira Sôpas, abastado proprietário de terrenos da região da Figueira da Foz, de acordo com vários livros históricos. Foi Fundadora da Obra das Candeias, com as já “falecidas” Srª Engª Maria Carolina Furtado Martins e Profª de Matemática Rogélia Pereira dos Santos, acompanhadas nesses tempos, entre Outras, pela Profª Rosa Maria Pinto ainda viva e a Profª de Física, a alemã Erika Leucht partida, filha de alemães fugidos ao nazismo. As Candeias já ajudaram até hoje milhares de crianças e cujas Famílias já têm gerações nas mais variadas profissões e no mundo. A nossa Família de sangue e espírito está de Luto. Vivia em humildade máxima, longe dos holofotes da ribalta e das “condecorações públicas“. E a História não as esquecerá, pois Quem dá o máximo de si por amar o Próximo, como os desfavorecidos, nunca morre. Nenhuma palavra seria suficiente para descrever o Seu Amor ao Próximo. A Obra das Candeias está hoje presente nos Distritos de Aveiro, Braga, Faro, Guarda e Porto. Pessoa Religiosa da Igreja Católica. Para o IRS tem o contribuinte 501102850. Reintegra na sociedade crianças e jovens em risco. Sede na R. Antero de Quental, 194, 4050-052, Porto, tel. 225026035. Iniciativa dum grupo de Professoras que, confrontadas com as dificuldades de muitas das suas alunas, quiseram apoiar, educar ou mesmo assegurar um Lar a todas as que necessitassem, proporcionando-lhes, assim, uma vida e futuro dignos. Com muito empenho, ao longo dos anos, foi possível criarem e/ou educarem cerca de 3.750 jovens. Foi a 1ª instituição lusa privada a ter Núcleos Familiares de crianças de ambos os sexos, com o objectivo de não separar os irmãos, e que hoje, por sua vez, se encontram reintegrados na vida social-económica. Hoje, há 8 Núcleos Familiares: 6 no Porto, 1 em Águeda e 1 em Olhão; 4 Jardins de Infância (2 no Porto, 1 em Águeda e 1 em Olhão) e um Lar Residencial na Guarda para “deficientes”. Existe também uma “Liga dos Amigos da ONSC”, da qual qualquer pessoa pode se associar. Esta I.P.S.S. está na Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade, presidida pelo Sr. Padre Lino Maia… ObrigadoS pelas Luzes das Candeias. A Justiça Divina por vezes tarda, mas nunca falha. Amém.



Mais de Gonçalo S. de Mello Bandeira

Gonçalo S. de Mello Bandeira - 30 Set 2022

Fernando Santos fez um excelente trabalho na Selecção Nacional Portuguesa de Futebol de 11. Portugal agradece-lhe, mas está na hora de ter a humildade de deixar o lugar. A derrota na Pedreira contra a Espanha na passada 3ª Feira – Martes -, 27/7, foi demasiado humilhante e ultrapassou os mínimos da capacidade de gerir resultados […]

Gonçalo S. de Mello Bandeira - 23 Set 2022

Condolências a Todos os Povos do Reino Unido e da Commonwealth pela “partida da Rainha Isabel II“. Recordando o Tratado de Windsor – e seguindo também Pedro Oliveira Pinto, Antena 2-RTP, 2017 -, a mais antiga aliança diplomática do mundo: a 9/5/1386, os representantes do rei de Portugal, D. João I, e do rei de […]

Gonçalo S. de Mello Bandeira - 16 Set 2022

200 anos desde a Independência do Brasil. D. Pedro (12/10/98-24/9/1834) tinha-se dirigido a São Paulo de modo a concretizar a sua lealdade para com os revoltosos pela independência. Dª Leopoldina, sua mulher, assume então a regência. O poder de Lisboa exige o retorno imediato dos Príncipes. Dª Leopoldina convoca o Conselho de Estado em 2/9/1822 […]


Scroll Up