Fotografia: DM

Bolsa solidária de manuais escolares mantém elevada procura e é fulcral no apoio às famílias

Iniciativa da biblioteca lúcio craveiro da silva vai já na sua 11.ª edição.

Rita Cunha
12 Ago 2022

Pelo 11.º ano consecutivo, a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva organiza a Bolsa Solidária de Manuais Escolares. Uma iniciativa que mantém um elevado nível de procura e que, cada vez mais, se assume como um grande apoio a muitas famílias do distrito e, maioritariamente, do concelho de Braga, mas não só. Só no ano passado, foram emprestados cerca de três mil livros. A iniciativa arrancou a 1 de julho e prolonga-se até 30 de setembro. Segundo explicou ao Diário do Minho a responsável pela Bolsa Solidária, até à data tem havido uma procura dentro do habitual, sobretudo por parte de famílias com crianças a estudar nas escolas privadas, já que as crianças que frequentam o ensino público ainda não dispõem das listas de livros. Depois deste período de férias, é esperada uma subida da procura no final do mês e princípio de setembro, depois de conhecidas as listas a adotar por cada estabelecimento de ensino.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]
 





Notícias relacionadas


Scroll Up