Fotografia: DM

Restauração duplica o volume de negócios

Fim das restrições, aumento de turistas na cidade e o regresso dos grandes eventos têm sido fatores determinantes.

Rita Cunha
11 Ago 2022

No primeiro semestre deste ano, comparativamente com o período homólogo de 2021, o setor da restauração em Braga duplicou o seu volume de negócios, o que em muito se deve ao fim das restrições devido à pandemia de covid-19 e ao aumento do fluxo de turistas que chega à cidade. Este verão, o cenário não é diferente e é bastante animador, havendo o registo de um crescimento geral a rondar os 40-50%, sendo que nesta altura, em 2021, os restaurantes estavam a funcionar com algumas restrições, como a apresentação obrigatória de testes à entrada e o uso de máscara no interior. Os dados foram facultador pelo diretor-geral da Associação Empresarial de Braga (AEB), em entrevista ao Diário do Minho. Segundo Rui Marques, a parte mais significativa deste crescimento aconteceu no primeiro trimestre do ano devido, precisamente, às restrições pesadas que se faziam sentir no mesmo período de 2021, sendo que, no segundo trimestre, o crescimento dá-se a uma «velocidade normal». Já o primeiro semestre deste ano «tem um volume de negócios que é sensivelmente o dobro do que o registado em 2021», vincou.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]
 





Notícias relacionadas


Scroll Up