Fotografia: DM

Floresta ardida no Alto Minho já triplicou face ao ano passado

Distrito de Braga tem o segundo maior número de incêndios e o de Viana do Castelo a quarta maior área ardida.

Joaquim Martins Fernandes
10 Ago 2022

O distrito de Viana do Castelo é o quarto do país com mais área de floresta queimada pelos incêndios rurais ocorridos desde o início deste ano e até ao final de julho. Nos primeiros sete meses de 2022, o Alto Minho registou 517 incêndios rurais, que destruíram uma área florestal de 3923 hectares. Os números são revelados pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) no 3.º Relatório Provisório de Incêndios Rurais de 2022, elaborado pela Divisão de Gestão do Programa de Fogos rurais.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, a área ardida no distrito de Viana em sete meses de 2022 aumentou 299,23 por cento. O território viu as chamas queimarem mais 2612 hectares de florestas do que os 1311 hectares que arderam entre o dia 1 de janeiro e o dia 31 de julho de 2021.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up