Fotografia: Arquivo DM

Serviço de Urgência de Ginecologia e Obstetrícia reestabelecido e sem previsão de encerramento próximo

Conselho de Administração do Hospital de Braga assegura que «este SU manter-se-á em pleno funcionamento, assegurando a prestação de cuidados de saúde de forma regular às grávidas e parturientes da região»

Redação/ Lusa
8 Ago 2022

O Serviço de Urgência (SU) de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Braga encontra-se totalmente reestabelecido e sem qualquer previsão de encerramento num futuro próximo. A informação foi adiantada hoje, através de um comunicado emitido pelo Conselho de Administração do Hospital de Braga.
O mesmo comunicado adianta que «este SU manter-se-á em pleno funcionamento, assegurando a prestação de cuidados de saúde de forma regular às grávidas e parturientes da região»
O Conselho de Administração congratula-se com este desfecho e enaltece «a flexibilidade demonstrada pelos Médicos do Serviço durante o permanente diálogo, o qual foi fundamental para a resolução dos constrangimentos».
Durante os meses de junho, julho e agosto o SU de Ginecologia e Obstetrícia encerrou temporariamente por diversas vezes, por períodos de 12 e 24 horas, devido à impossibilidade de completar as escalas de médicos.
No final de julho o Conselho de Administração do Hospital de Braga confirmou a necessidade de contratar 75 profisisonais de saúde, 25 enfermeiros e 50 assistentes operacionais, fruto da elevada taxa de ocupação que a unidade hospitalar sentiu desde o início do ano.
Este fim de semana as urgências de Ginecologia e Obstetrícia de Braga voltaram a encerrar e só reabriram às 08h00 de hoje, juntando-se assim ao SU de Almada, que foi o serviço que esteve parado mais tempo este fim de semana, tendo encerrado na sexta e só reabrindo ontem às 8h.No Porto, o Hospital de São João tem servido de retaguarda para casos graves sempre que há urgências de obstetrícia encerradas.





Notícias relacionadas


Scroll Up