Fotografia: DR

Paus e cordas aliam-se ao digital para dar vida ao ACANAC 2022

Maior atividade escutista junta mais de 18 500 participantes, três mil dos quais de Braga.

Redação/Ecclesia
5 Ago 2022

O Campo Nacional de Atividades Escutistas (CNAE), em Idanha-a-Nova, acolhe até domingo o 24.º ACANAC, que reúne mais de 18 500 participantes, numa «cidade de lona» onde a tradição se une à modernidade. As cordas e os paus aliam-se ao mundo digital, num “casamento” inevitável.

«É importante trabalhar com paus e com cordas, para sair de casa e estar em contacto com a natureza, também é importante dominar a tecnologia”, algo que “o Escutismo tem de acompanhar, para permanecer relevante junto dos jovens», diz à Agência Ecclesia Ivo Faria, chefe nacional do Corpo Nacional de Escutas (CNE). O Acampamento Nacional (ACANAC) 2022, maior atividade do escutismo em Portugal, acolhe participantes de todo o país e 650 escuteiros estrangeiros, vindos de 24 nações.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up