Fotografia: DR

Alto Minho vai ser laboratório de transição para dietas saudáveis

Alimentação biológica, bioeconomia e sustentabilidade são ideias centrais do projeto europeu para as dietas saudáveis.

Joaquim Martins Fernandes
4 Ago 2022

Os 10 municípios que integram a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho vão num projeto europeu que visa a promoção da transição do território para um modelo de alimentação «mais saudável». A revelação foi feita ontem pela CIM do Alto Minho, em comunicado enviado ao Diário do Minho, que dá conta que também o Politécnico de Viana do Castelo está envolvido na operação.

«No âmbito do projeto FEAST (Food systems that support transitions to hEalthy And Sustainable dieTs), do qual a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), juntamente com o IPVC – Instituto Politécnico de Viana do Castelo, é parceira, o território do Alto Minho vai encetar a transição para dietas alimentares mais saudáveis e sustentáveis por parte de intervenientes no setor do sistema alimentar», refere o comunicado da CIM.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up