Fotografia: Arquivo DM

Lanhoso inspira estudo nacional sobre o bem-estar dos cidadãos

Póvoa de Lanhoso está acima da média nos critérios de bem-estar dos territórios industriais em transição.

Joaquim Martins Fernandes
26 Jul 2022

O concelho da Póvoa de Lanhoso destaca-se a nível nacional pela «estabilidade» dos vínculos laborais dos trabalhadores às empresas onde trabalham. A revelação é feita no estudo “Território de bem-estar: assimetrias nos municípios portugueses”, que foi apresentado ontem pela Fundação Francisco Manuel dos Santos. O trabalho coordenado por Rosário Mauriti, do Instituto Universitário de Lisboa, mostra que o município povoense está bem na dimensão do «trabalho digno».

«Numa leitura dos resultados da dimensão “trabalho digno” referenciada aos municípios selecionados para o aprofundamento dos estudos de caso, Póvoa de Lanhoso apresenta um ambiente relativamente favorável em termos da estabilidade dos vínculos laborais e dos contextos organizacionais», refere o estudo, que também analisou a fundo as realidades dos concelhos de Portalegre, Portimão, Oeiras e Mação e que distribuiu a totalidade dos municípios portugueses por cinco grandes grupos.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up