Fotografia: Avelino Lima

Bombeiros Voluntários de Braga combatem fogos com viaturas obsoletas

Bombeiros Voluntários de Braga combatem incêndios em viaturas com mais de 30 anos.

Rui de Lemos
21 Jul 2022

Numa altura de calor extremo e com o drama dos incêndios violentos a fustigar o país, os Bombeiros Voluntários de Braga movem-se e atacam a frente das chamas com viaturas obsoletas e outras carências. «As viaturas são velhas, os equipamentos são poucos e faltam outras coisas graves aos Bombeiros Voluntários de Braga, sobretudo os incentivos ao voluntariado». O alerta foi deixado pelo principal dirigente da Associação Humanitária (AHBVB), capitão António Ferreira, no último debate do programa “Trio de Quatro”, da DMTV.

A imagem do parque de viaturas de combate a incêndios dos Bombeiros Voluntários de Braga é desoladora. As viaturas disponíveis para combate ao fogo «têm 30 anos, 40 anos, 28 anos, 33 anos e 34 anos», ilustrou o presidente da direção da AHBVB. António Ferreira diz que a substituição «é necessária e urgente» devido à idade avançada e aos elevados custos com manutenções, reparações e combustível, «que são enormes», mas o problema é que «hoje não se compra uma viatura de combate ao fogo por menos de 300 mil euros», o que para uma instituição «que vive dos subsídios da Câmara e dos poucos sócios que tem é manifestamente impossível», lamentou.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up