Fotografia: Avelino Lima

Bombeiros estão preparados para inferno dos fogos mas a política de prevenção tem que ser outra

Dirigente da AHBVB e comentadores políticos reclamam medidas.

Rui de Lemos
21 Jul 2022

Os problemas em redor dos incêndios florestais, da sempre adiada reforma florestal à falta de meios, dominaram o debate do último programa “Trio de Quatro”, da DMTV, que teve como convidado o presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Braga (AHBVB). António Ferreira garantiu que os bombeiros «estão sempre preparados» para o inferno dos fogos florestais, durem o tempo que durarem. No entanto, o dirigente e os comentadores residentes, Pedro Sousa (PS) e Joaquim Barbosa (PSD), acentuaram que a política de prevenção tem que ser outra.

Por estes dias de inferno nas florestas do país, já há mortes e feridos a lamentar e centenas de bombeiros extenuados, ainda com muitas chamas para apagar, sabe-se lá até quando. Porém, «os bombeiros estão sempre preparados para o que der e vier», assegurou o capitão António Ferreira no último programa “Trio de Quatro”, da DMTV, lembrando que as últimas semanas foram «muito duras» e que ainda estamos em julho, muito longe do fim da época do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais. Mesmo sem se saber o que ainda aí vem, o dirigente assegura que, «os bombeiros responderão de igual maneira». Porém, lamentou, «o que mudou foram as condições atmosféricas, mas a montante as coisas não estão feitas e não se vislumbra que possam estar tão cedo».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up