Fotografia: DM

Comissões Justiça e Paz exigem «combate à globalização da indiferença»

Organizações religiosas alertam que Pandemia e Guerra pedem «que ninguém fique para trás».

Redação/Lusa
20 Jul 2022

A Comissão Nacional Justiça e Paz (CNJP) e seis comissões diocesanas exigem «um combate sem quartel à globalização da indiferença e à cultura do descarte», para que «ninguém fique para trás» face ao sofrimento «que estes tempos trazem de forma avassaladora e quase insuportável».

Numa nota assinada pela CNJP e pelas comissões diocesanas de Bragança-Miranda, Évora, Lamego, Leiria-Fátma, Portalegre e Castelo Branco e Vila Real é sublinhado que «os últimos anos têm-se apresentado como um desafio constante a um bem-estar e segurança que se supunham realidades consolidadas».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up