Fotografia: DM

RC6 garante estar «pronto» a desempenhar as missões que lhe forem confiadas

Regimento de Cavalaria N.º 6 assinala hoje o seu 313.º aniversário.

Rita Cunha
19 Jul 2022

O 313.º aniversário do Regimento de Cavalaria n.º 6 (RC6) ficou hoje marcado pela garantia de prontidão no que respeita o cumprimento de missões ao serviço de Portugal e dos portugueses. «Hoje, como ontem, temos a certeza de que estamos prontos a desempenhar as missões que nos forem atribuídas», vincou o comandante do RC6, o coronel Jorge Paulo Martins Henriques.

O responsável, que falava esta manhã na cerimónia militar comemorativa do aniversário, citou Mouzinho de Albuquerque – patrono da Arma de Cavalaria -, lembrando que «ser soldado é dedicar-se por completo à causa pública, trabalhar sempre para os outros». E, aqui, vincou: «também nós merecemos o nome de soldados; também nós nos dedicamos por completo ao serviço dos outros, seja nas missões mais exigentes do treino e emprego operacional, seja no serviço de guarnição, passando pelas tarefas e serviços de apoio». Todas [estas tarefas] merecem o nosso maior esforço para que possam ser desenvolvidas, com os devidos recursos», disse.

Olhando para a história do RC6, o comandante Martins Henriques considerou que «o nosso legado histórico deve-nos orientar e constituir fonte de inspiração para os momentos de maior sacrifício e esforço». «Outros antes de nós viveram situações semelhantes, ou até mesmo mais exigentes, mas sempre o Regimento e os que o serviram estiveram à altura dos seus pergaminhos», lembrou.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up