Fotografia: Avelino Lima

Setor da madeira é «determinante» na região para o cumprimento das metas ambientais

Defendeu o presidente da CCDR-N, ontem, no Congresso da Indústria de Madeira e Mobiliário, que decorre até hoje no Bom Jesus.

Rita Cunha
15 Jul 2022

A importância do setor na madeira na região, concretamente no que respeita o cumprimento das metas ambientais, bem como para a coesão territorial e a economia foi realçada pelo presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), ontem, no 7.º Congresso da Indústria de Madeira e Mobiliário, que se realiza no Bom Jesus.

Segundo António Cunha, o setor é «determinante para cumprirmos as metas ambientais» e «muito importante para a coesão territorial». «Temos um interior mais rural e menos industrializado, onde certamente será difícil fazer um crescimento da atividade industrial convencional, onde a fixação de pessoas e o emprego tem de ser obtido nessas regiões através do setor primário, através das florestas e da valorização dos produtos», disse.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up