Fotografia: DM

Ensino superior chega a Vila Verde com cursos na área da digitalização

IPCA instala polo no antigo edifício IEminho ao abrigo de protocolo celebrado com o Município.

Jorge Oliveira
13 Jul 2022

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) vai instalar um pólo de ensino superior no concelho de Vila Verde, voltado essencialmente para a área da digitalização, ao abrigo de um protocolo que foi assinado hoje pelas partes no paços do concelho.

O sexto pólo do IPCA funcionará nas instalações do antigo edifício IEMinho, na freguesia de Soutelo, a partir de outubro, começando com seis cursos técnicos superiores profissionais, para os quais foram criadas 150 vagas (25 por curso).

Aplicações móveis, Apoio à gestão, Desenvolvimento web e multimédia, Redes e segurança informática, Marketing digital e social media e Refrigeração e eficiência termo energética são os cursos propostos, com uma duração de dois anos, possibilitando a prossecução dos estudos no ensino superior.

«Hoje é um dia muito especial e feliz para nós, porque finalmente vemos realizado um sonho, uma grande pretensão do município que lutou ao longo destes anos para finalmente ver instalado no nosso concelho um polo de ensino superior», regozijou-se a presidente da Câmara de Vila Verde, Júlia Rodrigues Fernandes, no momento da assinatura do protocolo com o IPCA, a quem deu as boas-vindas para o desenvolvimento desta parceria.

A presidente do IPCA considerou o momento «histórico», porquanto vai contribuir para a formação de jovens e adultos numa região onde há necessidade de qualificação, principalmente a nível do Digital e Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC).

Entretanto, o município de Vila Verde, que cedeu o edifício ao IPCA em regime de comodato, vai proceder às obras de adaptação necessárias para o funcionamento das atividades letivas, a partir de outubro, nomeadamente a nível de salas de aula e refeitório.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]
 

 





Notícias relacionadas


Scroll Up