Fotografia: DM

Prémio Victor de Sá revela «vitalidade» na investigação no campo da História

Marina Simões Galvanese recebeu o prémio no salão nobre da Reitoria.

Jorge Oliveira
7 Jul 2022

O reitor da Universidade do Minho considerou ontem que o Prémio Victor de Sá de História Contemporânea, promovido pelo Conselho Cultural desta academia, vem revelando de ano para ano a «vitalidade» da investigação no campo da história contemporânea portuguesa.

Rui Vieira de Castro deixou esta ideia na entrega do Prémio de 2021 aos vencedores, que decorreu numa cerimónia no salão nobre da Reitoria, em Braga. O reitor referiu-se ainda ao Prémio Victor de Sá como um «instrumento poderoso de reconhecimento das obras» no campo da história contemporânea e expressou o desejo que «muitos mais» prémios desta natureza surjam em Portugal.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up