Fotografia: DR

Processo de alunos volta a ser analisado após início do ano letivo

O tribunal voltará a reagendar uma sessão, caso os estudantes não estejam a frequentar a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento no regresso às aulas.

Redação/Lusa
6 Jul 2022

O processo de promoção e proteção de dois alunos proibidos pelos pais de frequentarem a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento em Vila Nova de Famalicão deve voltar a ser apreciado após o arranque do ano letivo, em setembro.

A informação foi dada pelo juiz presidente da comarca de Braga, João Paulo Dias Pereira, através do Conselho Superior da Magistratura (CSM), explicando que, caso os dois alunos do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco não estejam a frequentar a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento no regresso às aulas, o tribunal voltará a marcar sessão, depois do adiamento da sessão que esteve marcada para ontem.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up