Fotografia: DR

Santuário do Bom Jesus quer estar em «sintonia» com a sociedade

Confraria celebrou hoje o sétimo aniversário da elevação da igreja a Basílica Menor.

Jorge Oliveira
5 Jul 2022

A Confraria do Bom Jesus do Monte celebrou hoje com solenidade o sétimo aniversário da elevação da igreja a Basílica Menor, título concedido através de decreto papal. Um momento aproveitado pelo reitor para lembrar que a prioridade pastoral do santuário do Bom Jesus do Monte é o acolhimento de todos os que se dirigem a este lugar.

O cónego João Paulo Alves referiu que o acolhimento dos peregrinos, dos fiéis, dos visitantes e turistas «é a identidade do Bom Jesus do Monte como Basílica» e este cuidado não pode ser descurado, mesmo que quem visita o Bom Jesus não professe a fé cristã ou não acredite em Deus.

«Sejamos reconhecidos como alavanca pastoral, reconhecimento arquitetónico e social e pastoral em sintonia com a sociedade em que nos inserimos. Porque muitas vezes as igrejas fecham-se entre si, mas o elevar a basílica tem também esta especificidade: estar em sintonia com a sociedade. Isto foi escrito há sete anos, mas há três anos foi dado mais sentido ao estar em sintonia com a sociedade quando fomos reconhecidos pela Unesco como património da humanidade», desafiou.

No país, depois do santuário de Fátima, o Bom Jesus do Monte é o lugar sagrado onde por ventura «mais culturas, mais países, mais línguas, mais povos se cruzam», evidenciou o reitor. 

A outra identidade do Bom Jesus do Monte como Basílica Menor e Santuário, apontou o cónego João Paulo Alves, é a celebração do Sacramento do Matrimónio e do Batismo. O Bom Jesus é provavelmente o lugar no país onde mais matrimónios se celebram por ano, sendo procurado até por casais estrangeiros.

A igreja do Bom Jesus do Monte foi elevada a Basílica Menor no dia 5 de julho de 2015, tendo presidido ao ritual de proclamação solene D. Jorge Ortiga, então Arcebispo de Braga. 

Além desta efeméride, a Confraria está a celebrar, até 9 de julho, o terceiro aniversário da inscrição do Bom Jesus na lista do Património Mundial da Unesco.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up