Fotografia: DM

Enfermeiros recém-licenciados desafiados a «cuidar de todos» sem olhar à condição

O juramento de Florence Nightingale dos alunos finalistas da Universidade do Minho realizou-se hoje, no Sameiro.

Rita Cunha
2 Jul 2022

Cuidar de todos, mesmo dos que «não estão firmes na sua realidade física ou mental, sem olhar à sua condição ou idade». Este foi o desafio deixado aos estudantes finalistas do curso de Enfermagem da Universidade do Minho que esta manhã participaram do Juramento de Florence Nightingale, na Cripta do Sameiro.

Na eucaristia, o padre Miguel Simões destacou a importância de uma profissão como a de enfermeiro e enalteceu a escolha dos alunos que se preparam para dar início a um percurso profissional dedicado a cuidar do outro. «A vossa missão passa por cuidar dos outros. Ao cuidardes dos outros ides encontrar realidades humanas que passam pelo extremo, mas é importante que vos recordeis que assumistes o compromisso de cuidar de todos, dos que não estão firmes na sua realidade física ou mental sem olhar à sua condição ou idade. Isso poderá fazer a diferença na vossa vida. Um gesto, uma palavra, uma atenção podem fazer a diferença», disse, alertando para um perigo nesta profissão: a indiferença.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up