Fotografia: DM

Mães de crianças com necessidades especiais voltam a pedir resposta para férias escolares

A autarquia garante encontrar solução e vereadora da Educação esteve reunida com Encarregados de Educação.

Rita Cunha
28 Jun 2022

O problema já tem vários anos e, nas últimas semanas, foi-se intensificando o pedido de ajuda por parte dos familiares de crianças com necessidades educativas especiais que, chegado o período de férias escolares, não conseguem colocação para as mesmas. Ontem, e depois de o presidente da Câmara de Braga ter garantido resposta para o problema, um grupo de mães voltou a marcar presença na reunião do Executivo Municipal, dando nota de casos que não vêem solução à vista a apenas alguns dias do fim das aulas, sendo que em alguns casos, nos dos meninos mais velhos, as escolas já terão encerrado.

No concelho de Braga há 700 crianças portadoras de deficiência, 178 das quais com «necessidade extrema» e que, por isso, necessitam de cuida- dos muito especializados. De acordo com as mães que tomaram da palavra na reunião de ontem, há crianças que ainda não conseguiram vaga para os meses de julho e agosto, um número que, segundo a vereadora da Educação, ronda as 30.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up