Fotografia: DR

Centro de colisão abre em julho com 10 novos empregos em Viana do Castelo

Investimento de um milhão de euros.

Redação/Lusa
28 Jun 2022

Um centro de colisão, para reparação de carroçarias, num investimento de um milhão de euros de uma empresa de Viana do Castelo, começa a laborar no sábado, dia 2 de julho, criando 10 novos postos de trabalho.

Segundo a administração da empresa de reparação e comércio de automóveis, instalada na zona industrial de Neiva, em Viana do Castelo, “o pavilhão industrial com cerca de dois mil metros quadrados de área coberta, está equipado com a mais avançada tecnologia de reparação automóvel, o sistema ‘Moonwalk by PPG’, que economiza tempo de mão-de-obra, reduz os desperdícios, automatiza processos, maximiza a precisão e transforma a sala de pintura num ambiente limpo e seguro”.

A administração justificou a criação de 10 novos postos de trabalho com a ampliação do negócio da empresa e com a “necessidade de aumentar a sua capacidade produtiva”.

Em 2016, a “pequena oficina familiar” fundada há 35 anos e que empregava quatro pessoas deixou as instalações na aldeia de Vila Fria e mudou-se para um pavilhão industrial, na zona industrial de Neiva, com 2.500 metros quadrados, num investimento de 650 mil euros que emprega 14 trabalhadores.

Fundada em 1986, por Joaquim Rodrigues, pai dos dois atuais administradores, a pequena oficina familiar de reparação e manutenção automóvel faturava, em média, por ano, cerca de 200 mil euros.

Atualmente, com a expansão do negócio a novas áreas, o volume de faturação ronda os 1,8 milhões de euros, por ano.

O investimento na construção do novo pavilhão industrial foi apoiado pelo Regime Municipal de Incentivos, criado em 2010, e que prevê reduções e isenções de taxas para investidores de empreendimentos turísticos e acolhimento empresarial, atividades económicas relacionadas com as fileiras da agricultura e floresta de base regional, regeneração urbana e modernização de espaços comerciais e espaços de restauração e bebidas.

As medidas visam assegurar aos investidores mecanismos e políticas impulsionadoras de desenvolvimento em atividades relacionadas com produtos endógenos, reabilitação e imobiliário.





Notícias relacionadas


Scroll Up