Fotografia: Avelino Lima

Multidão recebe Marcelo Rebelo de Sousa com muitos abraços, ‘selfies’ e mensagens

As comemorações arrancaram oficialmente hoje com a cerimónia do içar da bandeira nacional na Praça do Município.

Rita Cunha
9 Jun 2022

Às 10h30 em ponto, foi entoado o Hino Nacional, aquando do içar da bandeira nacional, que assinalou, na manhã de hoje, o arranque das comemorações oficiais do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Seguiu-se uma salva de palmas. Ao centro, mesmo em frente ao edifício da Câmara Municipal, estava o Presidente da República acompanhado por chefias militares e elementos da autarquia bracarense.

A assistir à cerimónia, centenas de pessoas ocupavam os poucos espaços livres, formando um círculo. Outras assistiam das varandas dos edifícios circundantes. De telemóvel na mão, muitos registavam o momento, em fotografia ou vídeo, para mais tarde recordar.

Seguiu-se um percurso a pé até à Avenida Central, onde Marcelo Rebelo de Sousa era esperado para uma visita às atividades militares complementares. O trajeto foi feito tanto em passo apressado como vagarosamente, ao sabor daqueles que interpelavam o Chefe de Estado, ora para tirar uma fotografia, ora para uma troca de palavras. Para além da multidão que acompanhava a comitiva, muitos seguiam o aparato da janela.

Chegado à exposição das atividades militares, ontem oficialmente inaugurada mas já patente ao público há alguns dias, Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de ver todos os meios expostos e até mesmo de entrar nos mesmos. Após descer da aeronave de combate F-16, Marcelo Rebelo de Sousa declarou que tenciona um dia voar numa igual: «ando há muito tempo com essa ideia e depois nunca fiz, porque é preciso fazer uns exames cardiológicos, mas como eu estou bem, vou com certeza».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up