Fotografia: Maria João Gala/Global Imagens

Parlamento unânime em pesar por vítimas de acidente com autocarro na A1

O acidente ocorreu no passado dia 21 de maio, quando o grupo de Guimarães seguia em direção a Fátima. Alberto Soares, Emília Castro e António Araújo faleceram.

Redação/Lusa
3 Jun 2022

A Assembleia da República aprovou hoje, por unanimidade, um voto de pesar apresentado pelo Chega pela morte de três pessoas num acidente com um autocarro que saiu de Guimarães com destino a Fátima, no dia 21 de maio.

Cerca das 09:30 de sábado, um autocarro, proveniente de Guimarães, com peregrinos de três freguesias daquele concelho do distrito de Braga, com destino ao Santuário de Fátima, despistou-se na Autoestrada 1 (A1), na Mealhada (distrito de Aveiro).

O veículo atravessou a faixa de rodagem contrária e foi embater num poste de eletricidade, provocando três mortos e 33 feridos, seis dos quais feridos graves e cinco em estado crítico.

As vítimas mortais são o motorista e proprietário (63 anos) do autocarro, um outro homem, de 77 anos, e uma mulher, de 52 anos.

O voto, os deputados recordam este “trágico acidente” e manifestam “o seu pesar pelo falecimento das vítimas”.

O parlamento transmite ainda “as mais profundas condolências aos seus familiares e amigos, e a todos os membros da paróquia de Figueiredo”.

O Ministério Público instaurou um inquérito para averiguar as circunstâncias do acidente, que “corre termos no DIAP [Departamento de Investigação e Ação Penal] da Mealhada da comarca de Aveiro”.





Notícias relacionadas


Scroll Up