Fotografia: Arquivo DM

Mixões da Serra volta a acolher a histórica benção dos animais

Celebração religiosa regressa este ano após dois anos de pandemia.

Redação/Ecclesia
3 Jun 2022

O padre José Miguel Neto, pároco de Valdreu, onde se localiza o Santuário de Santo António de Mixões da Serra, no Arciprestado de Vila Verde, revelou ontem que tem «grande expetativa» para a concretização da festa e o regresso da bênção dos animais.

«Esta é uma tradição antiga do santuário que remonta ao século XVII, reza a história que a devoção começou nos anos de 1600 num período complicado para os pastores e habitantes da serra, porque havia ataques de lobos ao gado e uma doença que as pessoas falavam em peste e estava a dizimar os rebanhos e as manadas de vacas, sobretudo», afirmou o sacerdote, em entrevista à Agêncioa ECCLESIA, que é transmitida amanhã, pelas 06h00, na antena 1, sobre o mote “envio” e que fica depois disponível online.

O sacerdote que, pela primeira vez vai presidir à bênção dos animais este domingo tem «grande expectativa» para a festa deste ano.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up