Fotografia: Avelino Lima

PSP quer ficar livre de diligências não essenciais para se centrar na segurança das populações

Aniversário da PSP incluiu distinções por assiduidade, comportamento exemplar, louvores e prémio de patrulha

Luísa Teresa Ribeiro
31 Mai 2022

O responsável pelo Comando Distrital de Braga da PSP manifestou, ontem, a vontade de que esta força policial seja libertada de diligências que podem ser asseguradas por outras estruturas, para que os agentes se possam dedicar à sua missão de garantir a segurança das populações.

O comandante Henriques Almeida falava na cerimónia dos 145 anos do Comando Distrital de Braga, que reuniu no Espaço Vita o Arcebispo de Braga, D. José Cordeiro, autarcas, representantes da justiça e de várias forças de segurança, mostrando a importância da PSP para a região.

O superintendente destacou que os níveis criminais baixos e reduzida violência são fatores de atratividade, que têm contribuído para o aumento da população do distrito.

Da mesma forma, lembrou que os últimos relatórios mostram que esta é a Polícia que «realiza mais investigações criminais a nível nacional».

<span class=”credit_foto_editor_part2″ style=”color: #7e2320 !important; font-size: 10pt;”>[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]</span>

 

 





Notícias relacionadas


Scroll Up