Fotografia: Avelino Lima

Braga Romana espera mais de meio milhão de visitantes que vão impulsionar economia

Foi sob uma chuva de pétalas de flores que, hoje de manhã, arrancou a edição 2022 da Braga Romana

Carla Esteves
25 Mai 2022

A Praça do Município “vestiu-se”, hoje, a rigor para “Reviver Bracara Augusta”, enobrecendo assim o tão ansiado regresso da Braga Romana, que até domingo promete atrair a Braga mais de meio milhão de visitantes, ajudando a impulsionar a economia da região, em particular nos setores da restauração, do comércio e do alojamento.

«As pessoas estavam ansiosas pelo regresso físico da Braga Romana, um dos grandes momentos da vida cultural e social da cidade de Braga e esperamos que estes momentos, nos próximos dias, possam corresponder a esse entusiasmo», afirmou o presidente da Câmara de Braga, à margem da cerimónia de abertura da Braga Romana.

Segundo Ricardo Rio  as expetativas fazem prever a possibilidade de superar os número de 2019, ano em que a Bracara Augusta recebeu meio milhão de visitantes.

 «Já aconteceu assim na Semana Santa, já aconteceu assim na Rampa da Falperra e noutros eventos recentes desportivos e culturais, em que houve mais  adesão do que aquilo que nós esperávamos. E com o tempo a ajudar, como tudo indica que vai acontecer, estamos à espera de uma grande mobilização», argumentou o autarca bracarense.

Apesar de não conseguir adiantar um número preciso no que respeita ao retorno económico que se espera que a Braga Romana venha a trazer para a região, Ricardo Rio apontou como exemplo a Semana Santa de Braga, para avançar que «serão, seguramente umas dezenas de milhões de euros de faturação nos estabelecimentos de alojamento local, na restauração e no comércio tradicional, que vão ser mobilizados durante este período».

«É algo que tem um impacto económico muito significativo porque há aqui uma lógica de permanência e a Braga Romana assumiu-se, ao longo dos últimos anos, como um marco, já não apenas local, onde está a comunidade toda envolvida, como aqui vemos, com escolas e associações, mas também muitos visitantes que aqui acorrem deliberadamente para participar em cada um dos momentos da Braga Romana.

Já no que respeita à ocupação hoteleira, Ricardo Rio adiantou que a indicação que vem sendo dada pelos agentes económicos aponta a existência de várias reservas, que fazem prever que, em algumas unidades hoteleiras, se irá registar lotação máxima. 

Destacando, entre a programação, todo um conjunto de grandes momentos, desde o Rito Fundacional, que ocorreu ontem à noite, ao Grande Cortejo Triunfal, na noite de amanhã, Ricardo Rio não deixou de vincara  importância de outros eventos como o Casamento Romano e o Batismo Romano, recriações que aproximam bracarenses e visitantes do quotidiano romano.

«Estamos a falar de mais de 70 horas de programação, mas mais do que isso, é tudo aquilo que a cidade, de forma espontânea, pode oferecer e pode permitir a descoberta a quem aqui se dirigir», deixou o repto.





Notícias relacionadas


Scroll Up