Fotografia: DR

Requalificação de 700 mil euros no centro histórico de Monção lançada a concurso

A intervenção vem dar “continuidade à estratégia de valorização do casco histórico” de Monção.

Redação/Lusa
24 Mai 2022

A Câmara de Monção abriu hoje concurso público para empreitada de arranjo urbanístico da avenida Afonso III e de uma rotunda numa das principais entradas do concelho, num investimento próximo dos 700 mil euros.

Em declarações à agência Lusa, a propósito do anúncio publicado em Diário da República (DR), o presidente daquela autarquia adiantou que “o valor base do concurso público para a realização da empreitada é de 595 mil euros, mas com impostos o montante do investimento estará próximo dos 700 mil euros.

Segundo António Barbosa, a intervenção vem dar “continuidade à estratégia de valorização do casco histórico” de Monção que inclui, entre outros, um investimento superior a um milhão de euros em quatro parques de estacionamento, com capacidade para perto de 300 viaturas, e a transformação de um antigo armazém da CP em incubadora para jovens empreendedores, num investimento de 200 mil euros.

“Prevemos inaugurar a incubadora no dia 10 de junho. Trata-se de um espaço dinamizador da envolvente histórico de Monção”, destacou o autarca.

O “Monção – Habitat Criativo – Incubadora” está localizado numa das principais entradas do centro histórico da vila, e surge com o objetivo de “apoiar jovens empreendedores no processo de desenvolvimento e consolidação das suas atividades profissionais, visando dinamizar e diversificar a economia local, ampliar e modernizar o tecido empresarial e criar postos de trabalho estáveis e qualificados”.

Além de “disponibilizar espaços físicos com condições efetivas para o pleno desenvolvimento da atividade, pretende ainda facilitar aos “residentes” o acesso a um conjunto de parceiros, investidores e empresários, proporcionando-lhes, desta forma, uma inserção mais rápida no contexto laboral”.

O novo “espaço funcionará em modelo de trabalho partilhado (recursos, experiências, ideias, serviços e competências técnicas) que, por sua vez, conduzirá a um ambiente favorável à aprendizagem e ao empreendedorismo”.

Em funcionamento estão os parques de estacionamento das Andorinhas, com 43 lugares e o de Salvaterra, com 40.

Em fase de conclusão, adiantou António Barbosa, está o parque Cova do Cão com 67 lugares, junto ao edifício da antiga estação, hoje sede da banda música do concelho

Em breve, avançou o autarca, “irá começar a construção de uma nova ligação entre a parte mais urbana e o centro histórico, com construção de uma nova avenida, e de outro parque”.

O parque Avenida Afonso III, com 69 lugares foi adjudicado por 380 mil euros.

“A estratégia de criação de vários parques nas entradas do centro histórico, visa reduzir o estacionamento no casco urbano, permitindo maior fruição do espaço público. Menos carros, menos poluição, mais liberdade e mais espaços para que as pessoas possam circular, e dar mais visibilidade ao comércio local”, sublinhou.

A empreitada de arranjo da avenida Afonso III e da rotunda na entrada poente, hoje lançada a concurso público tem um prazo de execução de um ano, sendo que apresentação das propostas termina às 16:15 do vigésimo primeiro dia a contar de segunda-feira, data de envio do anúncio hoje publicado em DR.





Notícias relacionadas


Scroll Up