Fotografia: Avelino Lima

D. José Cordeiro conta com crianças para fazer crescer a Arqudiocese de Braga

Arcebispo presidiu hoje à celebração dos 40 anos da visita de João Paulo II ao Sameiro e à peregrinação Arquidiocesana das crianças.

Jorge Oliveira
15 Mai 2022

O santuário do Sameiro recordou hoje com toda a solenidade o dia em que recebeu a visita pastoral do Papa João Paulo II, há precisamente 40 anos. Um dia de festa que ficou marcado ainda pela peregrinação arquidiocesana das crianças e uma homenagem a D. Jorge Ortiga.

As celebrações foram presididas pelo Arcebispo de Braga, D. José Cordeiro, que depositou a sua confiança nas crianças e jovens para «fazer crescer em santidade e bondade a Arquidiocese».

D. José Cordeiro endereçou uma palavra de «muita estima» aos meninos e meninas da Catequese e de escolas e colégios da Arquidiocese ali reunidos e também de «encorajamento na fé».

«Olho para vós com muita esperança! Vós sois frutos da alegria de Deus, testemunhos do Seu amor,  sementes de futuro. Continuo a contar muito com cada um de vós, com a vida que deus em vós acendeu, com a vossa vontade de crescer, com a amizade que quereis cultivar com Jesus, com a vossa capacidade de amar. Espero mesmo a vossa ajuda: juntos podemos fazer crescer em santidade e bondade a nossa Arquidiocese de Braga», disse o prelado.

A Eucaristia foi celebrada ao ar livre, na esplanada do santuário, à semelhança da celebração presidida no dia 15 de maio de 1982 pelo Papa João Paulo II.

Na homilia, D. José Cordeiro explicou às crianças que Deus «é maior que nós» e «é o autor deste mundo, desta casa comum tão bela» da qual fazemos parte, e falou da fé como uma «aventura fascinante».

«A fé é a aceitação do imenso amor que Deus nos dedica. Mas, como sabeis, às vezes estamos distraídos e não nos damos conta da beleza deste amor, não sabemos entender a sua linguagem», explicou.

No final da sua homilia, D. José Cordeiro pediu à Senhora do Sameiro que nos ensine a esperança e vele por nós.

Depois de dois anos de interregno, devido à pandemia, o Santuário do Sameiro voltou a receber a peregrinação arquidiocesana das crianças.

O presidente da Confraria, o cónego José Paulo Abreu, expressou a sua alegria por ver tantos meninas e meninas neste momento de homenagem à Mãe de Jesus. 

As crianças e seus familiares puderam participar também na celebração dos 40 anos da visita de São João Paulo II ao Sameiro e visitaram a sua relíquia (gota de sangue) na Basílica, para além de se associarem às orações e preces a Nossa Senhora e a São João Paulo II pela proteção da Família.

Na homenagem, a  Arquidiocese de Braga expressou gratidão a D. Jorge Ortiga pelo contributo que deu à Igreja bracarense ao longo de mais de 50 anos, nos seus ministérios presbiteral e episcopal.

O Arcebispo Emérito recebeu um anel com uma romã, fruto presente no seu brasão episcopal que tem como lema “Que todos sejam um”.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up