Fotografia: DR

APPACDM de Viana do Castelo lança a concurso obras orçadas em quase 1 ME

Equipamentos ficarão em Caminha e Melgaço.

Redação/Lusa
4 Mai 2022

A Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Viana do Castelo abriu hoje concurso público para empreitadas em dois equipamentos, em Caminha e Melgaço, pelo preço base de quase um milhão de euros.

Segundo os anúncios hoje publicados em Diário da República (DR), em causa está uma empreitada para a remodelação e ampliação da escola primária de Vilarinho, em Caminha, para a sua reconversão em Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI).

Esta empreitada foi lançada a concurso público pelo preço base de 674.964.94 euros e com um prazo de execução de 24 meses.

Já em Melgaço, a empreitada prevê a adaptação/ampliação do lar residencial de Arrochal, em Prado, pelo preço base de 295.000.00 euros, igualmente com um prazo de execução de dois anos.

O prazo para apresentação de propostas a ambos os concursos públicos termina às 17:00 do 20.º dia a contar da data de envio para publicação do anúncio, que ocorreu na terça-feira.

Em abril de 2021, em declarações à agência Lusa, o presidente da APPACDM, Luiz Costa, disse que o CACI de Caminha terá capacidade para acolher 30 utentes, enquanto o alargamento do lar de Melgaço fará passar das atuais 17 para as 30 vagas.

Na altura, Luiz Costa explicou que a instituição candidatou ao Programa Pares 3.0 investimentos de seis milhões de euros em cinco concelhos do Alto Minho.

No distrito de Viana do Castelo, a APPACDM tem 13 CAO com capacidade para 400 jovens e crianças com deficiência.

Com 49 anos de existência, a instituição, com sede na capital do Alto Minho, tem nas diversas respostas espalhadas pela região mais de 900 utentes e emprega 330 trabalhadores.





Notícias relacionadas


Scroll Up