Fotografia: DR

Miguel Oliveira foi quinto na primeira sessão de treinos livres em Portimão

O GP de Portugal é a quinta jornada do Mundial de Velocidade de motociclismo e disputa-se até domingo no Autódromo Internacional do Algarve (AIA).

Redação/Lusa
22 Abr 2022

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) terminou hoje a primeira sessão de treinos livres do Grande Prémio de Portugal de MotoGP na quinta posição, numa sessão marcada pela pista molhada no Autódromo Internacional do Algarve.

O piloto da KTM fez o seu melhor tempo em 1.51,223 minutos, na oitava das 20 voltas que efetuou ao traçado algarvio, ficando a 0,557 segundos do mais rápido, o espanhol Marc Márquez (Honda), primeiro líder desta quinta jornada do Mundial de velocidade em motociclismo.

O espanhol Joan Mir (Suzuki) foi o segundo mais rápido, terminando a 0,365 segundos do compatriota, com o italiano Marco Bezzechi (Ducati) em terceiro, a 0,470 segundos.

Com este resultado, Miguel Oliveira garante, provisoriamente, uma vaga diretamente na segunda fase da qualificação, a Q2, reservada aos dez mais rápidos no conjunto das três primeiras sessões de treinos livres.

O piloto natural de Almada ainda viu duas voltas canceladas por ter excedido os limites da pista, depois de ter começado por liderar a sessão nas voltas iniciais.

Miguel Oliveira viria a ser suplantado por Marc Márquez, primeiro, e por Marco Berzecchi, depois, mantendo o terceiro lugar quase até ao final da sessão.

Os últimos segundos, com a pista um pouco mais seca, permitiram a alguns pilotos melhorarem os seus resultados, nomeadamente o antigo campeão, Joan Mir, e o francês Johann Zarco (Ducati), que terminou em quarto.

O líder do campeonato, o italiano Enea Bastianini (Ducati), terminou, apenas, na 14.ª posição, a 1,181 segundos de Márquez, enquanto o campeão mundial, o francês Fábio Quartararo (Yamaha) foi 18.º, a 1,395 segundos.

A sessão ficou, ainda, marcada pelas quedas do japonês Takaaki Nakagami (Honda), do australiano Jack Miller (Ducati) e do italiano Luca Marini (Ducati), sem consequências físicas para os pilotos.

Na categoria intermédia, a Moto2, o mais rápido foi o holandês Zonta Van Der Goorbergh (RW), com o tempo de 2.04,519 minutos, na sessão mais afetada pela chuva.

Já na categoria de Moto3, o mais rápido na primeira sessão foi o espanhol Daniel Holgado (KTM Ajo), com o tempo de 2.02,658 minutos.

A sessão ficou marcada pela queda do também espanhol Adrian Fernandez (KTM Tech3), que falhará o resto do fim de semana por ter fraturado os quarto e quinto dedos da mão esquerda.

O espanhol Gerard Riu (BOE) também caiu, mas foi liberado pela equipa médica depois de ter sido submetido a exames na clínica do circuito.

O GP de Portugal é a quinta jornada do Mundial de Velocidade de motociclismo e disputa-se até domingo no Autódromo Internacional do Algarve (AIA).





Notícias relacionadas


Scroll Up