Fotografia: DR

Rampa da Falperra espera receber 150 mil pessoas no ano do regresso do Europeu da Montanha

Prova tem lugar nos dias 6,7 e 8 de maio.

Luís Filipe Silva
21 Abr 2022

O Campeonato Europeu da Montanha está de regresso à Rampa da Falperra que este ano se disputa a 6,7 e 8 de maio, e que vai para a sua 41.ª edição.

O evento, organizado pelo Clube Automóvel do Minho (CAM), sob a égide da FIA e da FPAK – Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, espera juntar no fim-de-semana da prova 150 mil pessoas ao longo do traçado da 5.200 metros.

Depois de um interregno de dois anos — 2020 pela pandemia e 2021 com a organização do FIA Hillclimb Masters, que se revelou um pleno sucesso, a mítica prova bracarense volta a sediar uma prova do Campeonato da Europa de Montanha, com os melhores pilotos do continente nas respetivas categoiras.

A apresentação 41.ª edição da Rampa Internacional da Falperra decorreu hoje no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Braga e contou com as presenças de Rogério Peixoto, presidente do CAM, Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, e também João Rito, vice-presidente da FPAK em representação do presidente, Ni Amorim.

No que toca a participantes, apesar de ainda não ter efetivado a sua inscrição, o italiano Christian Merli, campeão europeu em título, e detentor do recorde na Rampa da Falperra — 1:46:944, obtida em 2019 —, já confirmou que marcará presença em Braga, sendo uma das principais atrações dos amantes do desporto automóvel

Rogério Peixoto, presidente do CAM, está convicto que a edição deste ano tem tudo para continuar a colocar em bem alto o nome da Falperra junto da elite da Montanha.

«Esperamos, como sempre, e aproveitando o balanço do Masters realizado o ano passado, tentar fazer uma edição da Rampa da Falperra ainda melhor, evoluindo as condições de hospitalidade e de conforto oferecidas tanto ao público como aos pilotos. Faço votos para que o evento continue a ser uma grande festa, tenha um elevado nível competitivo e corra tudo bem, sem incidentes, com o público a colaborar no cumprimento das normas de segurança», frisou.

Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, destacou a importância para o município de sediar uma prova desta importância a todos os níveis, não só desportiva como também económica e de projeção da imagem da região no estrangeiro.

«Esta é uma das mais emblemáticas provas do automobilismo internacional e mais uma oportunidade para mostrarmos ao mundo a nossa capacidade e competência para fazermos deste evento mais um sucesso a todos os níveis. Somos um palco de excelência e a Cidade não pode ficar alheia aos milhares de espectadores que tornam esta uma prova única, tanto para quem assiste como para quem a disputa», destacou.

A prova terá transmissão live streaming fruto da parceria tecnológica com a Altice Portugal e ao longo do traçado serão colocados ecrãs para que os espectadores possam assistir a todas as emoções da prova. Os espectadores terão 11 zonas de peão espalhadas por todo o perímetro, algumas das quais com acesso pago e ainda duas zonas de bancada. Uma parte da receita dos bilhetes, revertem a favor da APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima.

As verificações técnicas, à semelhança do sucedido no Masters, vão decorrer no Sameiro, tal como a cerimónia final de entrega de prémios, que será na Cripta. Quanto aos participantes, a organização prevê cerca de 150 pilotos, estando prevista a presença, além dos portugueses do Campeonato de Portugal de Montanha, das principais “estrelas” do Campeonato da Europa, entre as quais o italiano Christian Merli, que é o campeão absoluto em título e foi o vencedor da primeira prova desta época, em França.

Todas as informações sobre a prova estão disponíveis no site do evento em www.rampadafalperra.pt

Pilotos inscritos até hoje

Até ao dia de hoje estavam inscritos 16 pilotos, mas a organização prevê que a prova albergue 150 pilotos. Rogério Peixoto lembrou que é nas últimas duas semanas que o número sobe, confirmando também que Christian Merli, vencedor em 2019 com um tempo canhão que é o recorde do traçado (1:46:944), vai marcar presença na prova.

O italiano foi mesmo o vencedor da primeira prova desta temporada do Eurpeu da Montanha, disputada em França (Col. St. Pierre).

Além dos pilotos do Europeu de Montanha, a 41.ª edição da Rampa da Falperra é pontuável para Campeonato Portugal de Montanha, Campeonato de Portugal Clássicos de Montanha, Campeonato Portugal Legends Montanha; Campeonato Portugal de Montanha 1300; Taça de Portugal Kartcrosse Montanha e Taça Portugal Monolugares de Montanha. Haverá também uma Rampa Regional.

Entre os pilotos que já efetivaram a sua inscrição, destaque para o francês Sebastien Petit, presença habitual no pódio, e Renzo Napione, o italiano que conduz um potente Formula 3.

Os 16 pilotos já inscritos:

Renzo Napione (Reynard)

Ferndinad Mandrian (Norma M20 FC)

Sebastian Petit (Nova NP 01)

Joseba Iraola (Nova NP01)

Javier Villa Garcia (BRC BR53)

Petr Tranka (Norma M20 FC)

David Dedek (Norma M20 FC)

Cabañas Fernandez (Nova Np-03)

Tomislav Muhvic (Mitsubishi Lancer Evo IX)

Antonino Migloulo (Mitsubishi Lancer Evo IX)

Alonso Liste (Ginetta) G50 GT4

Joaquim Teixeira (Seat Cupra)

Vasilije Jaksic (Mitsubishi Lancer Evo IX)

Jili Osmera (VW Sciroco)

Peter Ambruz (Mitsubishi Lancer Evo IX)

Janusz Grzyb (Honda Civic VII Tyoe R EP3)

Piotr Ilinicki (Honda Civic Perfomance)

Maciej Serafin (Renault Clio Spor 2.0 16 V)

Anna Ambruz (Opel Astra SP)

 

Horários da 41.ª Rampa Internacional da Falperra

Sexta-feira (06 maio)
Verificações técnicas

Sábado (07 maio)
09h00 – Treino Oficial 1
13h00 – Treino Oficial 2
16h15 – Treino Oficial 3

Domingo (08 maio)
08h00 – Subida da Prova 1
10h35 – Subida de Prova 2
14h15 – Subida de Prova 3

11 zonas de peão e duas bancadas


Haverá zonas pagas e outras de acesso livre, tal como aconteceu no ano passado no FIA Hillclimb Masters, das quais 11 serão zonas peão, com o preço de 3 euros por dia ou um passe para os dois dias de 5 euros.
A primeira bancada prevista para a curva do Barroco, com a lotação de 400 lugares, terá bilhetes com um custo de 25 euros (2 dias) e diário (15 euros).
A Bancada número dois ficará instalada na Curva do Papa, com capacidade para 470 pessoas e o preços são de 30 euros (dois dias) e 20 euros (diário).
Uma parte da receita dos bilhetes revertem a favor da APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima).
Os ingressos podem ser adquiridos na ticketline ou no Posto de Turismo de Braga.





Notícias relacionadas


Scroll Up