Fotografia: DR

Braga cria plataforma para acompanhar com transparência todas as obras públicas

Ricardo Rio considera que a aplicação vai enriquecer e tornar mais clara a relação entre os cidadãos e o Município.

Carla Esteves
19 Abr 2022

O Município de Braga criou a Plataforma de Obras, um portal que estará disponível online a partir da proxima terça-feira, dia 26 de abril, e que permitirá ao cidadão acompanhar ao pormenor cada uma das fases dos processos de obras públicas. O objetivo da plataforma, que poderá ser consultada em www. amelhorarbraga.cm-braga.pt (com link disponível na página do Município) é disponibilizar, num exercício de gestão clara e transparente, toda a informação decorrente das empreitadas, desde o projeto à fase em que efetivamente se encontra a intervenção.

A plataforma tem, até ao momento, 52 obras carregadas, mas todas as obras públicas já realizadas ou em fase de execução serão paulatinamente acrescentadas à plataforma, num processo completamente online, que permitirá acrescentar, no momento, todos os desenvolvimentos que estão a ser efetuados, incluindo fotografias da fase em que o projeto se encontra .

O objetivo é que os cidadãos tenham conhecimento atempado de todas as intervenções que estão a ser realizadas, gerando assim um meio complementar de diálogo com os cidadãos que não se esgota em si mesmo e que será complementado com apresentações públicas e discussões com as partes interessadas na execução das obras, sempre que se justificar.

Segundo o presidente da Câmara de Braga trata-se do concretizar de um compromisso assumido no discurso de tomada de posse neste mandato, no snetido de disponibilizar uma plataforma que permitirá um escrutínio completo de toda a atividade municipal no que respeita aos investimentos que estão a decorrer em todo o concelho.

«Fomos sentindo essa necessidade, às vezes até uma curiosidade, por parte dos cidadãos de perceberem quais é que eram os projetos e as circunstâncias de execução de cada uma das obras e esta plataforma vai permitir ter acesso a toda essa informação», argumentou Ricardo Rio.

De acordo com a  vereadora Olga Pereira esta plataforma representa «a corporização de um compromisso que tem vindo a ser assumido com os municipes no sentido de tornar a política municipal mais transparente, mais clara, mais legível e mais próxima de cada cidadão».

«Não vai haver um municipe que pretenda uma informação sobre uma intervenção que esteja a decorrer no espaço público e que não esteja disponível através de um simples clique numa aplicação», afirmou Olga Pereira.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up