Fotografia: DR

«Devemos ter a coragem de ser diferentes, mostrar outros sonhos que este mundo não oferece»

Bispo de Viana do Castelo diz que só a experiência da ressurreição pode gerar comunidades «vivas, alegres e enérgicas».

Agência Ecclesia
17 Abr 2022

O Bispo de Viana do Castelo disse, hoje, na Missa do Domingo de Páscoa, que os católicos devem ter a «coragem de ser diferentes».

«Somos estimulados a integrar a comunidade dos batizados que na experiência do Ressuscitado é impelida a comunicar não só os acontecimentos da Vida de Jesus Cristo, mas sobretudo o seu mistério pascal, cujo cume e consumação se encontra na Ressurreição», referiu D. João Lavrador, numa homilia enviada à Agência Ecclesia.

«Devemos ter a coragem de ser diferentes, mostrar outros sonhos que este mundo não oferece», insistiu.

O responsável católico disse aos participantes que é necessário percorrer o itinerário que leva ao sepulcro, um caminho que os discípulos fizeram «incrédulos mas curiosos, tímidos mas despertos».

O Bispo de Viana do Castelo assinalou que a experiência da ressurreição remete para «uma Vida Nova que se traduz em novos critérios, em novos valores, numa nova conduta».

Apontando ao processo sinodal 2021-2023, lançado pelo Papa Francisco, D. João Lavrador defendeu que este itinerário se faz com a «experiência de Vida Nova que brota do encontro com Jesus Cristo Ressuscitado», para gerar comunidades«vivas, alegres, enérgicas e de forte estímulo evangelizador».





Notícias relacionadas


Scroll Up