Fotografia: DR

«É o momento de passarmos das palavras às ações»

FC Famalicão joga amanhã cartada decisiva na luta pela permanência e Rui Pedro Silva lança repto interno.

Redação/Lusa
14 Abr 2022

O treinador do Famalicão salientou hoje a necessidade de a equipa estar “muito comprometida” na partida com o Gil Vicente, da 30.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, para encerrar o ciclo de cinco jogos sem ganhar.

Rui Pedro Silva admitiu que espera um jogo “difícil” e frisou a importância de o grupo estar unido na procura dos três pontos.

“O Gil Vicente vem de duas derrotas seguidas, como nós, mas penso que este é o momento de estarmos juntos, nós equipa, adeptos, estádio e passarmos das palavras às ações. Precisamos de ser uma equipa muito comprometida, muito junta e com muito espírito e de competir para ganhar o jogo”, explicou o técnico.

Na conferência de imprensa de antevisão da partida de sexta-feira, o treinador famalicense garantiu ainda que “a obrigação de entrar para ganhar” está presente, muito por culpa dos resultados menos positivos das últimas cinco jornadas.

“Os resultados têm sido negativos para o Famalicão há cinco jornadas. Independentemente de tudo dependemos de nós e temos obrigação de entrar para ganhar. Não olhando a adversários, não atingimos os resultados pretendidos nas últimas cinco jornadas. Obviamente, foi negativo para nós na última jornada porque perdemos em Portimão. Esse tem de ser o nosso compromisso: entrar no jogo para ganhar. Esse é o nosso foco”, afirmou.

Rui Pedro Silva, que tem a “confiança absoluta” de que o Famalicão vai atingir o objetivo da permanência, defendeu a necessidade de incutir pressão extra na equipa de forma a haver uma maior competitividade e acredita que dessa forma a situação vai encaminhar-se para as vitórias novamente.

“A nossa pressão, e tenho incutido isso, é constante. Só uma equipa que tem pressão em todos os jogos consegue ser competitiva. Os resultados não foram positivos, mas as exibições não foram em concordância. Houve boas exibições, uma equipa que quis ganhar, mas o resultado não foi condizente e com a vontade da equipa. Esperamos que a vontade se mantenha, o compromisso seja maior e que o resultado seja diferente”, frisou ainda.





Notícias relacionadas


Scroll Up