Fotografia: DM

Cristãos desafiados a viver quadra pascal em Braga com profundidade e responsabilidade

Cónego Avelino Amorim espera a presença de milhares de pessoas na Semana Santa.

Jorge Oliveira
13 Abr 2022

A Comissão da Quaresmas e Solenidades da Semana Santa de Braga tem a expectativa de que haverá uma grande afluência de pessoas a Braga para as celebrações e procissões da Semana Santa que está de regresso ao modo mais presencial, depois de dois anos marcados pelas restrições impostas pela pandemia. 

«A expectativa que temos é que as pessoas vão estar connosco, não apenas a visitar, mas a celebrar», disse hoje o cónego Avelino Amorim, presidente da Comissão, à margem da sessão de entrega de prémios do concurso de desenho”A Semana Santa de Braga”, na Sala do Serviço Educativo do Tesouro-Museu da Sé de Braga.

A Igreja está a viver a sua Semana Maior, na qual recorda a Paixão, a Morte e a Ressurreição de Jesus, e Braga é a cidade portuguesa onde a vivência do mistério pascal atrai mais visitantes e turistas.

O cónego Avelino Amorim pede aos fiéis que o façam com «toda a profundidade mas também com todo o respeito pelas normas sanitárias ainda em vigor».

«A Páscoa é também a Vida e é esse cuidado pela saúde e pelo bem de todos», referiu.

Segundo o responsável, apesar de nos últimos dois anos não se ter podido viver na plenitude a Páscoa, ela continua a ter uma presença «marcante e significativa» na vida das pessoas.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up